Abertura Solene das Aulas 2012/2013 - Discurso do Reitor da UC

19 de Setembro de 2012 por UCV

Discurso de João Gabriel Silva, Reitor da Universidade de Coimbra, durante a cerimónia de Abertura Solene das Aulas na UC.

141 Comentários

Comentários

  • Arlete Cruz
    escreveu em 2012/09/19 20:25:44 ...

    Discurso fabuloso que, como mãe de um jovem que acaba de ser convictamente colocado na UC, me deixa com muita esperança de que a escolha que fez terá sido acertada! Muitas felicidades para a Universidade de Coimbra e a toda a sua comunidade aqui tão bem representada por este tão jovem e sublime reitor! Parabéns!

  • Nuno Santos
    escreveu em 2012/09/19 21:27:02 ...

    Hoje 'apresentei' com mt orgulho a 'nossa' Universidade um grupo internacional de estudantes em Roma. Depois de escutar as palavras do Magnífico Reitor reforço o gosto de ser antigo estudante da UC (na FPCE). Aproveito a oportunidade para 'mandar' um abraço sincero ao Doutor João Gabriel da Silva. Arrivederci. A presto

  • David
    escreveu em 2012/09/20 10:20:20 ...

    é um discurso sobre a abertura solene das aulas ou mais um discurso sobre politica? é que ainda só vou no minuto 11 e estou a ponderar terminar por aqui....

  • Carlos Sousa
    escreveu em 2012/09/20 18:51:28 ...

    Será que as cabeças iluminadas do governo (Gaspar, Moeda, etc) já ponderaram na proposta que o Reitor da UC aqui deixa ?! Parece-me uma medida bem superior à TSU !

  • Margarida
    escreveu em 2012/09/20 19:30:31 ...

    Obrigada pelas suas palavras. Passos e Gaspar (e outros) o oiçam também!

  • Manuel Gonçalves
    escreveu em 2012/09/21 01:49:25 ...

    Por incrível que pareça, alguém contraria o desvarío daqueles que apenas defendem a subtração do valor do salário ou pensão de quem quer que seja. Uma solução simples é finalmente exposta com a autoridade intelectual do Exmo. Senhor Reitor da UC. Não é todos os dias que podemos ouvir um discurso destes! Grato por esta lição aos politicos incapazes.

  • Humberto Álvares da Csta
    escreveu em 2012/09/21 10:18:24 ...

    Uma renovada e mais inteligente análise das causas materiais da Crise Soberana. Porém, como se disse nas crises Soberanas Portuguesas a origem é Espiritual, falta de Educação pela X Ordenações divinas com o Mestre de Avis consagrou e eu sigo: 1.Temor de mal reger; 2. Justiça com Amor e Tolerância; 3. Satisfazer os corações; 4. Acabar grandes feitos com pequena fazenda

  • Humberto Álvares da Costa
    escreveu em 2012/09/21 10:27:33 ...

    ´É importante o Optimismo na resolução da Crise nos seus aspectos materiais. Demonstro a originalidade da Cultura Espiritual Portuguesa e considero o «camelo dos quatro fardos, camelo como treinado na satisfação dos sentidos de quatro sacos, do rei D. João: 1. Temor de Mal reger; 2. Justiça com Amor e Temperança; 3. Satisfazer os cortações; 4. Acabar grandes obras com pequena fazenda. Fui alertado para a manipulação da História pela Prof. M-ª Helena da Cruz da UC.

  • Maria Nunes
    escreveu em 2012/09/21 10:43:04 ...

    Discurso notável, muitos parabéns Senhor Reitor.

  • Américo Lino Vinhais
    escreveu em 2012/09/21 10:59:09 ...

    Cinjo-me apenas à proposta de taxar todas as transacções financeiras a 0,5%. Concordo. No entanto parece-me redutor quanto a outra proposta, creio que também da UC, e divulgada pelo Expresso, há 10 ou 15 anos atrás, na qual se propunha taxar todas os movimentos bancários a 10% abolindo-se todos os restantes impostos. Dizia-se que as contas estavam feitas e o sistema fiscal assim bastava-se. Havia alguns problemas: a medida era inconstitucional e milhares de funcionários públicos, consultores, advogados e outros burocratas ficavam sem emprego. Se as contas estiverem certas, acho que é de avançar, ficando a maioria a ganhar... Mas defendi e continuo a defender a medida na sua versão original, mas também não me importo que se comece já de acordo com a proposta.

  • Fernando Rego
    escreveu em 2012/09/22 08:37:10 ...

    Nunca tive tanto orgulho de ser estudante da magnifica Universidade de Coimbra, magnifico Reitor, magnifico discurso, magnifico homem. Espero que as palavras do Exmo. Sr. Reitor sejam ouvidas aproveitadas pelos nossos mediocres politicos, bem haja.

  • Fernando Almeida
    escreveu em 2012/09/22 14:47:24 ...

    Paleio é para a praia... e não adianta fazer mais comentarios....

  • Alexandre da Silva
    escreveu em 2012/09/22 21:15:35 ...

    Estou muito grato, por receber esta mensagem de tão relevante importância, na qual tenho o privilegio de conhecer e acompanhar o discurso, do Magnifico Reitor da UC. sobre a abertura das solene das aulas 2012/2013 Saudações

  • manuel vitorino
    escreveu em 2012/09/23 10:32:19 ...

    Um brilhante e corajoso discurso do reitor da UC. Há anos que não escutava um texto intelectualmente lúcido, actual, acutilante. Como seria bom ao Poder, aos governantes deste país escutassem mais vezes a Universidade, as vozes do Saber e da Cultura. Parabéns.

  • Ana Cordeiro
    escreveu em 2012/09/23 13:58:47 ...

    Obrigado. É responsabilidade de todos nós, não deixar que nos arrastem por um caminho sem futuro.

  • José Geraldes
    escreveu em 2012/09/23 15:00:53 ...

    Discurso que nos prende pela coragem e forma clara e objectiva como é apresentado um conjunto de soluções que merecem crédito. Não é conversa de café, nem de praia. Merece que seja implementado um movimento em larga escala que permita caminhar no sentido e caminho do desenvolvimento proposto.

  • Filipe Caldeira
    escreveu em 2012/09/23 15:20:33 ...

    Sou um jovem licenciado na grande Universidade de Coimbra e tive o privilégio de ter como professor o agora magnifico reitor professor João Gabriel Silva em 2002. Devo dizer que desde o primeiro dia em que tive contacto com o professor pela primeira vez que se adivinhava um Homem muito para além do excelente professor que era. A sua atitude, disponibilidade, metodologia prendia os alunos do inicio ao fim das aulas. Mas o que mais chamava a atenção no professor era quando ele envolvia os temas teóricos com a realidade e nos incutia uma mentalidade vanguardista não só no trabalho mas em tudo o que fazíamos na vida. Pelos seus ensinamentos e conselhos, por fazer de mim e de centenas de alunos melhores profissionais e melhores pessoas, o meu enorme obrigado. Um grande bem haja!

  • ANTÓNIO MANUEL MARTINS MIGUEL
    escreveu em 2012/09/23 17:21:13 ...

    Excelente discurso. Excelente recomendação aos gestores da coisa pública. Os governantes deveriam sempre ouvir as Universidades, os patrões, os empregados, os profissionais liberais e outras organizações. As Universidades não podem ser locais onde se vão "sacar" cursos sem estudo, sem trabalho, sem conhecimento, sem trabalho de investigação. O Orgão da Concertação Social poderá ser importante, mas não o será nos moldes em que o tem sido. Para isso é necessária a humildade de saber ouvir e a grandeza de lutar pelo bem de Portugal, dos mais carenciados, por uma melhor redistribuição da riqueza, por um Portugal bem melhor, ter orgulho em ser português. Arrastar Portugal para onde estamos foi e é crime a exigir a responsabilização dos culpados.

  • Paulo Duarte
    escreveu em 2012/09/23 18:18:38 ...
    Tenho (como muitos antigos estudantes de Coimbra), o privilégio de "seguir" desde há mais de 30 anos o "percurso" do actual Magnífico Reitor da U.C. A sua vida académica e intelectual, de tranquila mas decidida intervenção social (recordo a sua acção na Pró-urbe durante o “processo da co-incineração em Souselas), não o impedia de “ter tempo” e “disponibilidade” para intervir empenhadamente, como líder da… “Comissão de Pais” da pequena (e já extinta), Escola Primária do Convento de Celas, pugnando pelas condições e qualidade de ensino público, de (“apenas”), cerca de seis dezenas de alunos!… Nada que espante quem o recorda ainda como jovem “Prof. Assistente” de Engenharia, a gerar “admiração e surpresa”, aos que o “viam” ir para a Universidade “de bicicleta”! Esta coerência sólida e descomprometida, a par da sua “personalidade moral” e excepcional capacidade intelectual, auguram um futuro brilhante à UC talvez (e infelizmente), ainda mais realçado pela escuridão das dificuldades actuais. É um discurso “esmagador” que impressiona quem não “sabe a história do Magnífico Reitor” e que “a quem o conhece”, ministra um tónico moral que reconforta, por estes “filhos que a nossa Pátria gera!”. Bem-haja pelo acicate e orgulho e confiança que faz renascer em todos os “que passaram” e que “continuam de Coimbra” e, de uma forma especial para todos os que “não se conformam”, não “baixam os braços”, nem esquecem a História que fomos, somos e seremos!
  • Rui Silva
    escreveu em 2012/09/23 19:14:53 ...

    Seria interessante enviar o seu discurso para o 1º ministro e ministro das finanças. Deve faze-lo em nome de todos

  • Vitor Adrião Rodrigues
    escreveu em 2012/09/23 19:29:57 ...

    Com palavras claras e simples o Magnífico Reitor da UC propõe uma medida simples e eficaz para a crise. Que diferença dos pronuncionamentos empolados e vazios do primeiro ministro e de toda a equipe governamental! È a diferença entre uma pessoa inteligente, sensivel e preocupada com os seus semelhantes e um outro vazio, vaidoso e cruel. Parabéns Magnífico Reitor da UC! Raras vezes me senti tão orgulhoso por ter um compatriota como o senhor.

  • Gabriel Lourenço
    escreveu em 2012/09/23 23:13:27 ...

    Fabuloso!... Oxalá os nossos governantes e todos os canditatos a governantes oiçam e apliquem rapidamete todas estas propostas, libertando os rendimentos do trabalho, como grandes contrinuintes e grandes vitimas "sempre à mão" para mais um imposto...

  • VÍCTOR SILVA E ALMEIDA AZEVÊDO
    escreveu em 2012/09/24 10:32:05 ...

    SR. REITOR, EXCELÊNCIA, SÓ LHE POSSO DIZER QUE, COMO DIZ O PÔVO, "QUEM FALA ASSIM NÃO É GAGO". PESSÔAS COM UM DISCURSO COMO O SEU, INFELIZMENTE VÃO SENDO RARÍSSIMAS. PEÇO ACEITO UM SINCERO ABRAÇO, VÍCTOR-coimbra-portugal

  • Luís Lopes
    escreveu em 2012/09/24 11:18:29 ...

    Felizmente que chegado aos quase 66 anos ouço uma narração correcta e sensível que me tocou bem fundo. Ao Magnifico Reitor da U. C. agradeço este momento. Bem-Haja Excelência.

  • Carlos Dias
    escreveu em 2012/09/24 12:29:44 ...

    É assim mesmo! Em vez da crítica pela crítica apresentemos propostas para a resolução da crise. Pode ser que assim os incompetentes que nos governam percebam que há alternativas àquilo que a troika lhes tem sugerido.

  • Oscar Pereira
    escreveu em 2012/09/24 12:53:41 ...

    Palavras sábias que poucos, ou mesmo nenhum cidadão neste País conseguiria transmitir com tanta assertividade e imposição. Custa-me acreditar que participações como esta, não tenham, junto de quem governa, o impacto que deveriam ter, porque, se assim fosse, a maioria dos nossos problemas estariam solucionados ou em vias disso. A nossa esperança está ancorada na hipótese de que, quem pretende fazer alguma coisa tendente à resolver os enormes problemas que grassam não só no nosso país como em qualquer outro, possam ter como acessores, pessoas brilhantes e clarividentes como o Sr. Reitor João Gabriel Silva.

  • Nuno Vilaça Rocha
    escreveu em 2012/09/24 13:09:23 ...

    Ecxelente este discurso. É pena é que o interesse dos nossos politicos não é governar mas sim GOVERNAREM-SE!!!!!!! Daí fazerem "ouvidos moucos" a este e outras vozes inteligentes.

  • José Louzeiro
    escreveu em 2012/09/24 13:32:21 ...

    Faltou, na identificação da causa da crise mundial. De facto a crise não é de origem nacional portuguesa. Mas a causa reside na evoulução natural dos factores económicos de produção, naturesa, trabalho e capital-equipamento. Sendo que à cerca de 300 anos o factor capital quase não havia e foi a revolução industrial que o desenvolveu criando o emprego e acabando com a escravatura. Na fase atual o equipamento-DIGITAL, é a causa primordial da crise sendo todos todos os outros CONSEQUÊNCIA dessa evolução. A solução poderá incluir tudo o que foi dito pelo Ex. Reitor da UC mas falta incluir O PLANO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO e disciplina e controlo da iniciativa privada.

  • joao alves pimenta
    escreveu em 2012/09/24 19:39:48 ...

    Entrei para a Faculdade de Direito no decenio. de 1950. Penso, desde`hà muito que os bloqueios do ensino a todos os niveis, não abriu as élites portuguesas à recuperação dos nossos atrazos históricos. Creio, contudo, que é no sector universitário que as possibilidades de mudança mais se tem manifestado. Portugal precisa de Universidades modernas, abertas à concorrencia internacional e com uma cada vez maior na vida social portuguesa. Esta notavel aalocução, pelo que revela de participação livre no desenvolvimento e formação de elites é de divulgar e

  • Dalma Macedo
    escreveu em 2012/09/24 22:09:55 ...

    Sr. Reitor, magnífico discurso, lucido e que nos deixa esperanças.Ouvi-o com atenção e espero sinceramente que seja ouvido por quem tem na mão os nossos destinos (pelo menos de momento) Foi graças a uma minha antiga aluna, que o Sr. Reitor nomeou especificamente, que tive a possibilidade de o ouvir. Sem ela dificilmente teria tido conhecimento dele e então perderia talvez o melhor dos dos últimos tempos!

  • Pedro Lopes
    escreveu em 2012/09/25 02:02:44 ...

    Será que alguém pode fazer o favor de passar as medidas sugeridas pelo Sr. Reitor ao nosso querido PM, para que este de uma vez por todas acerte numa medida, sem continuar a fazer m*** a traz de m***!

  • Luis Cunha
    escreveu em 2012/09/25 03:37:33 ...

    o governo entende que discursos destes só servem para prejudicar o País. Cambada de hipócritas!!!

  • Jorge Vasconcelos
    escreveu em 2012/09/25 14:19:43 ...

    Uma só palavra: MAGNIFICO! Que bela lição mesmo sem ir às aulas. Aprendam, por favor, Senhores Governantes. É fundamental aprenderem para cortarem cerce tantas medidas que só levam ao esbulho e ao estrago.

  • Valdemar Rebelo Osório e Castro
    escreveu em 2012/09/25 15:12:18 ...

    É mais uma voz de cidadania que se levanta a fazer uma reflexão inteligente do panorama difícil em que nós portugueses nos encontramos. Parece-me ser bem vinda, até porque faz propostas claras, visando resolver questões que têm trazido sofrimento a muitas famílias deste país e que impedem que Portugal continue a oferecer a seus filhos uma vida com dignidade. São intervenções deste tipo que o país precisa, para sair do marasmo, e retomar a sua dinâmica com entusiasmo, prosseguindo o seu percurso europeísta. Parabéns, Magnífico Reitor da Universidade de Coimbra, com os votos de que possa ser ouvido e seguido pela classe política deste país e não só.

  • ricopobre
    escreveu em 2012/09/25 21:02:07 ...

    Foi um prazer escutar, assim vale a pena ter esperança, ao defender e expor de uma forma tão clara as suas ideias e possíveis soluções, acredito que a geração que se segue (tenha aprendido consigo e não só), para que possa fazer melhor do que a ultima corja em que o forte deles é «baloiçar em arbustos tal como algumas espécies de macacos, á espera de saltar para o galho mais alto» e depois abandonar, como é hábito, o país!

  • José Noronha
    escreveu em 2012/09/25 21:59:03 ...

    Senhor Reitor, obrigado pela sua presença na nossa sociedade.

    (O "professor" Coelho precisou do "aluno" Vitor que terá explicado ao C.de Estado aquilo que esse professor não soube explicar:) - Perante este discurso-explicação do Senhor Reitor, desejável seria que aqueles professor e aluno abrissem os ouvidos e..., já agora, a, se a têm, inteligência..

  • Vinhas
    escreveu em 2012/09/25 23:21:40 ...

    Excelência no meio de tanta mediocridade diária. Muito obrigado.

  • Monica Henriques
    escreveu em 2012/09/26 00:27:45 ...

    Discruso brilhante, com uma linguagem simples, em que percebemos o que quer transmitir, com brilhantes ideias para resolução da crise, que muitos governantes deveriam seguir. Um Bem Aja, Senhor Reitor. Que Deus o Abençoe.

  • Carlos Costa
    escreveu em 2012/09/26 09:25:18 ...

    É preciso reflectir desprendidamente de interesses e conluios. Este discurso tem a virtude de identificar o problema e de apontar soluções simples e claras. Será que vamos ter mais um "salto" da UC para o Governo ? Será que finalmente poderemos ter gente nova na Política ?

    De qualquer forma.... Parabéns!

  • Teresa Cunha
    escreveu em 2012/09/26 15:15:13 ...

    Parabéns Senhor Doutor. Dá gosto ouvir discursos como o seu. Pena que haja sempre uns «chicos espertos» que se acham inteligentíssimos e que têm sempre que destruir o que diz alguém com muita cabeça. É em parte por causa destes idiotas analfabetos que estamos como estamos. Fez-me bem ouvi-lo Senhor Reitor. Obrigada. Ainda há esperança.

  • Joao Belchior de Matos
    escreveu em 2012/09/26 17:08:52 ...

    Parabens, pelo seu discurso e gostaria que membros do governo ( primeiro ministro, ministro das finanças principalmente, o oiçam tambem ). Obrigado

  • Emília Silvestre
    escreveu em 2012/09/26 17:33:05 ...

    Oiçam este exemplo do que há de melhor na nossa sociedade! É um orgulho e uma inspiração ver a sensatez e clarividência deste senhor! Lembra-nos que a cidadania é um direito e um dever de todos! Raramente vemos alguém a defender os portugueses com esta clareza e sem chavões partidários! A universidade ligada à sociedade, como deve ser! Assim seja!

  • Maria
    escreveu em 2012/09/26 19:15:38 ...

    Belo discurso Magnífico Reitor! Os nossos jovens, alguns formados e muito bem pela UC. estão no desemprego! Que pena! Tb é pena q a UC ponha nesse desemprego Assistentes Convidados que ao fim de anos a darem aulas tenham visto os seus últimos contratos não renovados, por um mês, dez dias... de maneira a não entrarem no quadro, como a Lei previa, ao fim de 3 anos! Que pena Magnífico Reitor!

  • Manuela Baldaia
    escreveu em 2012/09/26 19:31:41 ...

    Os nossos governantes deviam ir ter aulas com este Sr. Reitor, mas há muitos anos.

    Parabéns

  • Manuela Ferreira
    escreveu em 2012/09/26 20:07:24 ...

    Obrigada, Magnífico Reitor, Valeu a pena ter sido estudante nessa Universidade

  • Mário Dias
    escreveu em 2012/09/26 22:04:52 ...

    Votamos em partidos (conhecidos?) e em pessoas (desconhecidas!). Precisamos de pessoas sábias no Governo.

  • Aqui longe em Roma ouvi o discurso do Senhor Reito
    escreveu em 2012/09/27 08:42:24 ...

    Aqui longe em Roma ouvi o discurso do Senhor Reitor da Universidade de Coimbra. Já há quasde 30 anos que ando por fora de Portugal mas acompanho sempre o que vai por esse nosso querido Portugal. E é agradável ouvir vozes corajosas como esta, que não denunciam apenas situações aberrantes de que é vítima o povo português, mas aponta caminhos e sugestões que podem ajaudar a todos. Muitos parabéns, Senhor Reitor. Continue assim com a mesma coragem que mostra neste discurso. Ligado ao mundo do ensino e cultural em que sempre tenho vivido, alegro-me também saber todas as iniciativas da Universidade de Coimbra. E sobretudo deu-me muita alegria a referência a dois países aos quais estou ligado de uma maneira muito afectiva e até efectiva em relação a um deles: ao Brasil que já tive a alegria de visitar 10 vezes semopre em questões de trablaho cultiural e religioso.. Mas Timor-Leste está também no meu coração e parte da minha história desde os meus tempos das Universidade em Lisboa está muito ligada a Timor. Um dos meus livros de poemas publicado diz precisametne isso. O título é muito simples: "O LIVRO DE TIMOR". Faço votos que a Universidade de Coimbra continue esse trabalho único em Timor para defesa da língua portuguesa nesse país. Pude visitar Timor Leste em 2010 e sei que iniciativas como essa da Universidade de Coimbra são sempre bem-vindas. Obrigado Senhor Reitor. Teófilo Minga, Roma, 27 Setembro 2012.

  • Teófilo Minga
    escreveu em 2012/09/27 08:43:43 ...

    Tinha esqueciudo o email. Segue agora como complemento do meu comentário- Obrigado

  • José Abreu
    escreveu em 2012/09/27 15:35:35 ...

    Nasci em Coimbra, estudei em Coimbra, afastei-me de Coimbra, mas renasci com este magnífico discurso do Magnífico Reitor a quem saúdo e lamento não conhecer pessoalmente. Mais vozes com esta clarividência eram necessárias. Que venham!

  • Manuel Bogas
    escreveu em 2012/09/27 21:54:22 ...

    Brilhante discurso, merece o nosso respeito e consideração, expresso com palavras simples e muito claras. Seria um válido e forte contributo para nos ajudar a resolver a crise. Os actuais governantes, muitos com licenciaturas forjadas e em pseudo Universidades, querem impingir-nos que o aumento de impostos e corte dos subsídios é a única via. Estamos em crer que, o actual governo, simplesmente não quer taxar o capital, por conseguinte, com muita pena minha, o discurso ficará no sítio mais escuro da gaveta dos nossos governantes.

    Parabéns Sr Reitor. Como cidadão solicito-lhe, demonstre pessoalmente ao Sr 1º Ministro e Sr Ministro das Finanças, que apenas tem demonstrado ser um funcionário do Banco Mundial e Banco Europeu que é possível vencer-mos.

  • Maria Martins
    escreveu em 2012/09/28 02:59:36 ...

    EXCELENTE discurso !!! Muitos parabéns Sr. Reitor da UC.

  • Joaquim
    escreveu em 2012/09/28 09:36:59 ...

    Meus senhores, desiludam-se. Os políticos da nossa actualidade ao nível de habilitações começaram no pós-25 de abril com as passagens administrativas e culminaram com a obtenção de licenciaturas por compadrio.

    Então acham que iriam dar ouvidos ao saber, à cultura do intelecto daqueles que representam em esforço e em dignidade aquilo que eles jamais foram? Donos da razão baseado num poder adquirido pelo voto direccionado com mestria para aqueles que manipulam o país para interesse seu e das suas organizações criminosas.

  • Helia Castro
    escreveu em 2012/09/28 11:23:42 ...

    À semelhança do que outros já aqui exprimiram, gostaria que as medidas apontadas por V.ª Ex.ª fossem postas em prática, pelos nossos governantes. Gostaria ainda mais que os políticos que se encontram no governo fossem todos substituídos por pessoas com o saber e conhecimento demonstrados por V.ª Ex.ª. Tal como diz, tem que haver um limite para os mandatos; não deve ser possível viver somente da ocupação de cargos políticos! Obrigada por representar os interesses dos portugueses e de Portugal com as suas palavras e com o seu percurso profissional, e por influenciar outros nesse sentido.

  • Paulo Ramos
    escreveu em 2012/09/28 11:46:53 ...

    Excelente discurso! Faz acreditar que este país não é liderado apenas por crápulas e chulos. O caminho para Portugal é o caminho da excelência. Todos temos de ser excelentes no que fazemos.

  • João Pinto
    escreveu em 2012/09/28 13:13:33 ...

    De longe um dos melhores discursos que já ouvi, de uma clarividencia e objectividade notável. Muitos Parabéns Sr. Reitor..

  • irene nunes
    escreveu em 2012/09/28 14:49:04 ...

    Muito me orgulha ter feito o meu curso de Medicina numa Universidade que mantem ao longo de décadas o mesmo brilhantismo cultural e intelectual.Que este discurso excelente se faça ouvir e seja uma lição a quem nos governa neste momento.Coimbra é e será sempre" uma lição".Parabéns SrºProf DrºJoão Gabriel Silva.

  • Óscar Roncon de Albuquerque
    escreveu em 2012/09/28 18:06:20 ...

    Eu diria, parafraseando Camões: ditosa pátria que tais filhos tem. Gostei muito do discurso do nosso magnífico Reitor. Infelizmente, não acredito que no país em que vivemos, alguém atualmente no poder, estar interessado em dar seguimento às suas doutas propostas que eu assinaria por baixo. Enquanto não forem banidos da sociedade e punidos exemplarmenrte aqueles que nos conduziram ao descalabro, não sairemos do buraco para onde nos atiraram.

  • José Manuel Cebola
    escreveu em 2012/09/28 18:32:48 ...

    Com este discurso voltei a sentir o orgulho de ser licenciado pela U.C. e também por te ter tido como colega de curso.

  • Isabel Falcão
    escreveu em 2012/09/28 23:56:58 ...

    Do Brasil, parabéns por não se omitir de tentar contribuir com soluções para as vidas dos portugueses e sobretudo parabéns por ir na contra corrente da mediocridade do chefes dos governos em Portugal, será coincidência esses governantes não serem de universidades publicas? Que outras cabeças idênticas à sua nomeadamente da Universidade de Coimbra assumam protagonismo na governância em Portugal.

  • Vasco Lopes
    escreveu em 2012/09/29 12:16:51 ...
    João Gabriel Silva, Reitor da Universidade de Coimbra é um Oasis na politica portuguesa. Parabéns pela sua visão nítida da situação do país, pela sua honestidade, pela sua inteligência e pelo arrojo que teve em enfrentar este e os governos anteriores. Este é o 1º Ministro que portugal precisa para mudar o rumo de Portugal. João Gabriel sabe mais de economia que todos os ministros juntos. Nunca em tempo algum, João Gabriel Silva, permitiria ter como ministro importante o Miguel Relvas e com toda a certeza poria fim às fraudes de licenciamento, uma das maiores vergonhas deste governo.´ Portugal precisa de homens inteligentes, com bagagem, com a dignidade de João Gabriel. Como 1º Ministro, João Gabriel, saberia formar uma equipa digna de governar Portugal. Independentemente de qualquer partido, temos em Portugal o politico capaz de dar a volta ao país. Naturalmente que teria que filtrar o lixo humano que nos tem governado e essa seria a sua maior tarefa, um perigo eminente que á semelhança do que aconteceu a Sá Carneiro estaria sujeito. Mas acredito que João Gabriel será capaz de enfrentar todas as dificuldades. POR ACREDITAR NESTE GRANDE PORTUGUÊS O MOVIMENTO DE LIBERTAÇÃO DE PORTUGAL DEVERIA CONVIDÁ-LO PARA FORMALIZAR UM PARTIDO INDEPENDENTE PARA SE CANDIDATAR A 1º MINISTRO DE PORTUGAL, CERTO DE QUE CAVACO SILVA NÃO SERVE O LUGAR DE REPRESENTANTE DE TODOS OS PORTUGUESES E TERIA QUE SER IRRADIADO. Quero aqui prestar as minha mais sentidas homenagens ao homem, ao politico, ao professor Dr. João Gabriel Silva, D.mo reitor da Universidade de Coimbra, que dirige sem dívidas, sem escândalos financeiros, com a dignidade de um português digno do respeito de todos. Escritor combativo, martinho lopes, martinho.lopes@gmail.com. TENHO ORGULHO DE TER NO MEU DISTRITO UMA PERSONALIDADE DE TÃO ELEVADO VALOR
  • ze das couves
    escreveu em 2012/09/29 20:00:01 ...

    sugestão para a regularização - acresce a taxa Tobin - taxar os depositos a prazo a 1 ano ou superior - em 5% - para abater a divida... é pratico é simples e directo. afinal se o dinheiro esta lá parado e, não o utilizam ... que sirva para aliviar a carga da canga sobre o trabalho e, não digam que não o podem fazer ... ja outros o fizeram (tambem...)

  • JOAO CRUZ
    escreveu em 2012/09/29 22:51:22 ...

    É pena que os nossos politicos sejam surdos cegos e mudos, descumpem mudos não burros. Este discurso com bastante nivel do Exmo Sr. Reitor da UC passa por isso ao lado dos nossos governantes, que não arranjam tempo para o ouvir.estando demasiado ocupados com jantaradas e festas em grupo.

  • Martins Barata
    escreveu em 2012/09/30 02:14:47 ...

    Notável. Parabéns pela lucidez, ponderação e clarividência do seu discurso, Senhor Reitor. Desculpe-me a linguagem popular para manifestar o desapontamento perante surdez dos governantes actuais face às ideias que propõe: " é como diz o Povo, dar pérolas a porcos."

  • JOSÉ AUGUSTO SANTOS
    escreveu em 2012/09/30 11:02:44 ...

    BRILHANTE O DISCURSO DE Vª EXª, PENA QUE OS GOVERNANTES NÃO OUÇAM PARA TIRAR ELAÇOES , POIS NÃO TEEM QUALQUER PEJO ESTAREM CONTRA A POPULAÇÃO, EM VEZ DE IREM TIRAR DINHEIRO A QUEM O TEM. OS DEPUTADOS SÃO UMA MINA QUE NÃO TEM QUALIDADE ALGUMA, POIS ESTES DEVERIAM TER VERGONHA DO QUE FAZEM CONTRA A POPULAÇÃO. ESTE DINHEIRO QUE ESTA GENTA RETIRA AOS PORTUGUESES, DAVA PAR A OS MAIS CARENCIADOS, ALIAS DEVERIA SER REDUZIDO O Nº DESTES CONFORMA O ARTIGO DESIGNADO NA CRP, POIS ESTES POUCO PRODUZEM OU QUASE NADA PARA O PAÍS, ESTES DEVERIAM TER MAIS SENSIBILIDADE PARA QUEM OS PÔS LÁ. PARABENS SR. REITOR E QUE TENHA SEMPRE CORAGEM PARA DECLARAR O QUE LHE VAI NA ALMA BEM AJA

  • Carlos Dias
    escreveu em 2012/09/30 14:10:41 ...

    Um imposto sobre as transações financeiras não é um imposto sobre o património financeiro... Não se esqueça, Sr. Zé da Couves, que o dinheiro que muitos (felizmente) têm em depósitos a prazo já pagou, normalmente, impostos sobre o rendimento. Aplicar-lhe mais cinco por cento seria outro esbulho como querem fazer aos rendimentos do trabalho com as novas taxas e escalões do IRS.

  • Leandro Matos
    escreveu em 2012/09/30 16:51:33 ...

    Com palavras claras e simples, o Magnífico Reitor, jovem, da U C (que os meus familiares conhecem particularmente por conhecerem a mãe e serem oriundos daquela cidade) propõe uma medida simples e eficaz para a crise. Fabuloso! Que os nossos governantes o oiçam. Com 69 anos feitos há dias não me recordo de tão eloquente discurso na minha vida.. Uma narração correcta e sensível que toca a todos bem fundo. Como pai de 2 jovens licenciados por aquela Universidade (Direito e Medicina), foi com muito orgulho, alegria e emoção à mistura, confesso, que senti a felicidade de um dever cumprido ao ouvir tão espectacular discurso patenteado neste Jovem Homem Reitor, tão sublime que dá vontade de parafrasear Camões: "Ditosa pátria que tais filhos tens" Dá vontade de ouvir a repetição. Tão brilhante, corajoso, cultural. Um espanto! Parabéns Pof. Dr. João Gabriel Silva. V. Exª. honra a Sua Universidade, a Sua cidade e o Seu País.

  • Manuela Lima Lobo
    escreveu em 2012/09/30 21:29:39 ...

    Será que este magnífico discurso alguma vez irá parar à secretária do PM ? Era urgente que isso acontecesse

  • Ricardo Vieira
    escreveu em 2012/09/30 21:54:38 ...

    Simplesmente Magnifico, magnifico reitor!!

  • José Almendra
    escreveu em 2012/10/01 12:35:34 ...

    Excelente discurso! Mas não digo isto porque espero que me devolvam os 8 000 euros de subsídios, porque isso seria uma parvoice, mas porque propôs uma medida exequível e que esse dinheiro seria obrigatoriamente para diminuir a dívida e não para manter o impossível!

  • João Cardoso
    escreveu em 2012/10/01 17:58:13 ...

    De facto um discurso com ideias justas e claras, mas elas vão mexer num vespeiro cheio de lobies mafiosos, pois a assembleia da republica é um covil da máfia e o sistema financeiro que vem de séculos atrás, os donos de Portugal. Parabéns ao reitor, gostei.

  • Berta Vilhena de Carvalho
    escreveu em 2012/10/01 18:57:35 ...
    Estou feliz. Reconheço nesta intervenção a natureza de muitos Portugueses que honram a identidade de um Povo. Lucidez, frontalidade, exercício de análise corretíssima, propostas concretas, palavras de preocupação, mas também de esperança para a Juventude académica. Gratificante. Mas porque será que estaturas destas não se envolvem na política? Todos sabemos porquê: são Homens e Mulheres de caráter.com imensa capacidade humana, que cumprem com qualidade os seus deveres profissionais e de cidadania, sem se deixarem conspurcar pela mediocridade nem pela ambição. Comoveu-me Magnífico Reitor. Bem haja.
  • Carlos Boni
    escreveu em 2012/10/01 19:14:05 ...

    Mais uma destacada Figura Nacional a pregar no Deserto da Vontade Política. De facto, IMHO, a parte mais interessante do actual Discurso do Reitor da Universidade Coimbra surge quando este relembra a possibilidade de se amenizar os efeitos da Crise Económica no País através da implementação da requentada taxa Tobin (aka: taxa Robin-dos-Bosques) de 1% ou mesmo de 0.5% (digo eu, conforme a Resistência interna do Gerador de Usura do Circuito ;) ), dizia ele, sobre os instrumentos financeiros especulativos (eventualmente Credit Default Swaps e outros Derivativos). O que me espanta é que só agora se começa a dar ouvidos a alguém que nem sequer é especialista em Economia mas sim em Informática, num assunto tão farto de ser badalado como baldado. Não faz sentido haver uma filosofia do Direito que proponha taxas sobre jogos de azar e outra completamente indiferente a estes instrumentos da especulação igualmente baseados no cálculo de probabilidades sendo que foram esses novos instrumentos financeiros as “bombas atómicas” preferidas por George Soros et al. no ataque ao Euro via PIIGS.

  • Helena
    escreveu em 2012/10/02 08:03:25 ...

    Excelente discurso que indicia que a UC está a ter protagonismo na melhoria das condições do país. Faço um repto à comunicação social que nos empanturra de notícias, dicursos e opiniõem mediocres que passe a emitir qualidade e a convidar pessoas de qualidade. Isto seria uma notícia. AH! ESTE DEVIA SER O DISCURSO DO SR PRESIDENTE DA REPUBLICA na abertura do ano letivo. Em dois mandatos nunca o fez. Não percebo!.

  • MM
    escreveu em 2012/10/02 14:12:19 ...

    Maravilhoso.Muito orgulho em ter estudado em Coimbra e atualmente ter lá filhos também a estudar .PF alguém faça chegar este discurso aos incompetentes que nos governam .

  • Acácio Oliveira
    escreveu em 2012/10/02 23:46:50 ...

    Este Senhor é um catedrático por isso fala de cátedra sobre uma matéria que este "governo" deveria pôr em execução imediatamente. Aceite os meus parabéns Sr. Reitor da UC.

  • Maria Cunha
    escreveu em 2012/10/03 00:32:27 ...

    Excelente discurso: o otimismo anunciado, cheio de lucidez, pragmatismo e orgulho, é bem demonstrativo do que se consegue quando se aposta nas pessoas e na sua capacidade de trabalho e colaboração. O acreditar na função cívica e interventiva do conhecimento na coisa pública, o dinamismo, e a vontade são um estandarte que dá força e eleva as instituições, move mentalidades. Magnífica lição de cidadania!

  • António Dias
    escreveu em 2012/10/03 10:11:15 ...

    Parabéns Sr. Reitor belo discurso, como Pai tenho orgulho de ter tido uma filha que se licenciou em Direito nessa universidade. Uma Aula que os actuais politicos deviam aprender. Bem haja pelo seu discurso

  • Pibita
    escreveu em 2012/10/03 11:35:06 ...

    Excelente DISCURSU Sr.Reitor, candidate-se a Primeiro Ministro p.favor !!!!!!! que DEUS o aconpanhe

  • Joa Silva e Costa
    escreveu em 2012/10/03 11:56:12 ...

    Lamento mas este discurso, pelo menos a primeira parte, é tendecioso, falacioso e aponta soluções que do ponto de vista macro económico são erradas. O facto de alguns argumentos serem válidos e sustentados por quem sabe algumas das soluções apontadas teriam consequências imprevisíveis.

    No todo é uma posição política cuja pertinência neste contexto se revela desadequada e manifestamente deslocada.

  • otilialage@sapo.pt
    escreveu em 2012/10/03 13:04:20 ...

    é fundamental que a universidade pense e bem mas também intervenha decisivamente na resolução democrática dos nossos graves e grandes problemas económicos, sociais e culturais. massa crítica precisa-se urgente para erradicar os grandes instalados na exploração contínua e abusiva da grande maioria. Ex-aluna da Universidade de Coimbra solidarizo-me com a sua voz que reclama justiça, equidade, sabedoria, senso e amor pró-activo e cidadão ao nosso pais e sociedade.

  • Marcia Jesus
    escreveu em 2012/10/03 18:33:48 ...

    Saudacoes . como ex-aluna da universidade do Porto, agradeco as palavras do senhor reitor! tive a sorte de estudar no Porto e o privilegio de no momento estudar numa grande universidade mundial..como tal, tambem percebi o que as faculdades portuguesas ainda tem que mostrar! e que provar.. ! o quanto ainda podem inovar, aquilo que ainda podem mostrar ao Mundo! e das Universidades , da massa cerebral, que um pais cresce! lamento os sucessivos cortes naquele que deve ser um sector protegido por exclencia : o ensino! De qualquer modo, o discurso do senhor reitor e prova da esperanca no meu pais!!espero que das palavras continuem a nascer fecundas accoes que continuem a prestigiar as Universidades Portuguesas e Portugal no Mundo!

    Lamento, apenas por condicao propria, o ainda tao banal uso de titulos na sociedade portuguesa! Como licenciada em Direito, nada me deu mais prazer de estudar num pais onde os titulos sao poucos, raros e onde as relacoes sao na horizontal e nao na vertical!

    Por pouco relevante que o fenomeno seja, ainda faz prova de um Portugal que necessita de mudar e com urgencia!

    De qualquer modo, estou com Portugal hoje e sempre!

    Votos de sucesso !

  • João Silva Carapeto
    escreveu em 2012/10/03 20:33:46 ...

    Magníifico Reitor, Filho dessa casa (que, nas palavras do saudoso Mestre, Professor Doutor Henrique Mesquita, não me quis ensinar nada, mas me quis preparar para ir aprender) daqui lhe presto a minha homenagem! Bem haja por pensar e fazer pensar! Grato, muito grato lhe fico

  • António Sacadura
    escreveu em 2012/10/04 09:22:15 ...

    O discurso é o exemplo do que se espera de alguém com formação académica superior. Pena é que só tenha ocorrido num instante que o pode levar a ser entendido como mais um lamento do ataque, sofrido pela Instituição dirigido pelo digno orador ... E esta foi a resposta a uns quantos que, em ambiente académico foram confrontaram, com parte do teor, alguns lentes que acumulama docência com o exercício político. Não sendo o primeiro, pois a Nova de Lisboa já antes havia feito referência às mesmas soluções e explicado a inutilidade do "ataque" ao rendimento do trabalho. Sendo certo que da Universidade se espera exemplo e ensino do saber resolver problemas e inovar usos, processos e métodos, porque não ir para além dos discuros em eventos académicos e organizarem de modo a produzir a divulgação pública, para todo o país, da inutilidade das decisões governamentais e quais as melhores soluções alternativas...Pois já que os partidos não o fazem (a prática demonstra que a sua existência se dirige mais a interesses outros que não os nacionais), o mesmo, infelizmente, relativamente às organizações sindicais, e sendo facto que as massas jamais "produzem luz" e carecem de liderança, de nenhuma forma se pode condenar um esforço para que o povo aprenda o que ´´e de facto democracia, o que significa de facto o mandato que o seu voto legitima, e que a governança em Democracia pode e deve ser levada a efeito com a participação de todos...E ninguém melhor que a Univsersidade para ensinar como tal participação deve ser feita. Assim, Magnífico Reitor, que tal considerar esta simples, e por certo com falhas, ideia ou, então, tal como o fez para a governança, dizer do que a mesma enferma. Com a devida vénia, o meu respeito.

  • José Castro
    escreveu em 2012/10/04 15:12:16 ...

    Parabéns pelo discurso Senhor Reitor!

    Foi brilhante, o que não deve ter sido nada fácil com esse chapéu ridículo na cabeça!!!

  • José Cavaleiro
    escreveu em 2012/10/05 00:39:16 ...

    SENHOR REITOR, escrevi com letra grande porque realmente o seu discurso é e foi grande.

  • Ana Bela Costa
    escreveu em 2012/10/05 22:32:53 ...

    Ouvi e ainda estou a fazê -lo:ouvir com toda atenção o novo reitor,a quem envio os meus parabéns pelo tão esclarecedor e clarividente discurso.Gostei muito de ouvir as propostas apresentadas como alternativa às dos políticos que nos governam e que executam políticas que nos estão a prejudicar socialmente e económicamente.

  • Gastão de Brito e Silva
    escreveu em 2012/10/06 01:36:18 ...

    É bom saber que ainda há bons portugueses... no meio de tantos "tugas"...

  • Teotónio Gonçalves
    escreveu em 2012/10/06 23:49:08 ...

    quem dera que este discurso fosse ouvido pelo nosso governo, e aprendesem a ser governantes, parabens, não é fásil Dignissimo.Reitor

  • Miguel Martel
    escreveu em 2012/10/08 10:38:43 ...

    Este reitor tem um currículo invejável..., nota-se que tem um discurso demagógico, essencialmente político, apresentando críticas e soluções, há mais de vinte anos aprentados por outros, que na altura foram apelidados de reaccionários, etc..., caso do Dr. Medina Carreira, e quem tinha razão? Fala da "noite de chumbo" durante o Estado Novo, mas curiosamente, foi durante este regime que o País acabou da pagar as dívidas que tinha desde o séc. XIX, que o nível de vida dos Portugueses melhorou em todos os aspectos (e sem esmolas) e que construiu a esmagadora maioria dos edifícios que compõem a U. de Coimbra. Fala das mortes e fome durante as grandes guerras...., durante a primeira, é verdade (morreram mais soldados em dois anos, do que em 13 anos no Ultramar contra o terrorismo internacional), mas é ignorãncia ou má fé dizê-lo durante a II G. Guerra, onde só houve racionamento. Também refere que "esta crise é bem menor que outras...", o que revela ignorância ou está a gozar connosco...., pois esta tem o facto inédito do n.º de suicídios ter aumentado bem como o uso de antidepressivos... Também diz que a UC não tem dívidas nem pagamentos em atraso..., é bom. Mas esqueceu-se de dizer que a investigação que se faz em Portugal, alguma boa, vive á custa de esmolas europeias..., pois foi neste estado que os democratas políticos nos colocaram! Longe vão os tempos em que um Calouste Gulbenkian veio e gostou de Portugal, tendo deixado grande parte dos seus bens..., e hoje, seria que cá ficaria ou fugiria a sete pés para os EUA? Fala nas quantidades de alunos..., esqueceu-se de falar na QUALIDADE, pois a maioria é pouco mais que analfabeta, com baixo nível de conhecimentos e de espírito crítico. Mas o reitor é um bom demagogo, inegavelmente!

  • Teresa Vasconcelos e Sá
    escreveu em 2012/10/08 11:38:39 ...

    Reitor magnífico! Ainda por cima bonito. Aguentar aquele abajour na cabeça! Se tiver forças e paciência ajude-nos, senhor reitor, candidate-se a 1º ministro ou a presidente da república. O povo português precisa...precisa absolutamente. Obrigada pelo seu notável discurso.

  • Vitoria Mina
    escreveu em 2012/10/08 14:56:29 ...

    Se pudesse, punha de imediato este SENHOR REITOR,como primeiro ministro, fazia falta!!!!!! Gostaria de saber se este discurso, com 40 minutos, foi ouvido pelos actuais "Passos & Ca." Seria muito bom para todos os que gostam da verdade e de justiça e para todos os que ainda acreditam que poderá haver um futuro muito melhor.Como estamos, não!!!!!!!!!!!!!!!!! Parabéns! gostei muito do discurso deste Senhor.

  • LAVÍNIA
    escreveu em 2012/10/09 08:40:55 ...

    Obrigada Senhor Reitor, foi bom ouvi-lo. Bem haja

  • Agostinho Rio
    escreveu em 2012/10/09 16:15:42 ...

    Ouvi o discurso entre o minuto 3 e minuto 14. Um reitor da Universidade de Coimbra não pode falar só de dentro para dentro. O Reitor esteve muito bem ao apontar sugestões que ultrapassam o mero "há outro caminho". É preciso saber qual. Não sei dizer se a sugestão do imposto sobre transacções é viável ou até se consegue os objectivos enunciados. Mas isto não lhe retira o mérito. Apreciei muito a forma disponível como o Reitor coloca a Universidade de Coimbra ao serviço desta proposta, no seu estudo e na sua implementação.Que este exercício de cidadania se replique em todas as escolas superiores.

  • Rui Manuel Bandeira Coutinho
    escreveu em 2012/10/09 20:59:54 ...

    Tanta lucidez, que magnifica forma dizer o que deve ser dito. Bem haja Senhor Reitor.

  • reis
    escreveu em 2012/10/09 23:25:13 ...

    Obrigatoriedade enviar discurso aos nossos HIPOTÉTICOS desgovernantes. Obrigado pela lição.

  • António José Nunes Farinha
    escreveu em 2012/10/10 14:59:09 ...

    Excelente. Como antigo estudante da UC sinto orgulho da Universiadade e do discurso. Parabens. Devem continuar o vosso trabalho e ter uma intervençao mais activa para tornar esta sociedade mais justa.

  • Maria Ramos
    escreveu em 2012/10/10 15:42:12 ...

    Hei, há por aí alguém que faça chegar este discurso à Assembleia da Republica? tenho dois filhos jovens que tiveram de imigrar, um deles é uma barra nas novas tecnologias, tem tido várias empresas estrangeiras a oferecerem-lhe trabalho, neste momento está em Berlim, quando podia estar a desenvolver as suas capacidades ao serviço do nosso país.

  • Carlos Diniz
    escreveu em 2012/10/11 15:25:08 ...

    Senhor Reitor,Estou deveras contente,porque quase estava a perder a estima e confianca em todos os portugueses,nao posso modificar as coisas que infelizmente teem acontecido no nosso Pais de que me orgulho,embora tenha passado a minha vida noutros paises. vejo a capacidade do nosso povo a desempenhar actividades e trabalhos excelentes por onde tenho andado,e orgulho-me disso, por isso nao compreendo porque e que estamos nesta infeliz situacao.dou-lhe sinceramente os meus parabens e como no principio disse,tenho orgulho do nosso Pais ter Pessoas como o Senhor que se preocupa pelo bem de todos os Portugueses.Bem Haja e o meu sincero OBRIGADO

  • João das Luzes
    escreveu em 2012/10/11 16:16:19 ...

    Yehh, fez-se luz. Proponho que todos os políticos passem a usar um abat-jour como este aqui usado pelo digníssimo Reitor. Pode ser que comessem a ter ideias luminosas. Luzes ao alto.

  • Pompílio de Carvalho
    escreveu em 2012/10/11 17:49:02 ...

    Coube-me, por acaso, a honra de poder comentar este discurso do Senhor Reitor da Universidade de Coimbra, tão actual como transparente e independente, a propor boas soluções para a crise que nos apoquenta.Bom seria que, quem nos governa, entendesse a "dica" e a pusesse em prática depois de a analizar e fazer bem as contas, sem tibieza mas com a capacidade e coragem necessárias, a levasse a bom termo.

  • André
    escreveu em 2012/10/12 21:46:07 ...

    Este senhor tem um abajur na cabeça. Contudo, apreciei bastante o seu discurso e a inteligência das propostas. Gostaria que as pessoas inteligentes ocupassem lugares de liderança na altura em que o país "bate as botas".

  • Jorge Rego
    escreveu em 2012/10/13 22:38:05 ...

    Espectacular. Pessoas assim nunca estão no poder porque não querem e concordo, misturarem-se com quem não tem qualquer tipo de capacidade e qualidade para governar um país.

  • João Castro Gomes
    escreveu em 2012/10/14 15:53:03 ...

    É um discurso particularmente crítico e acertivo, num momento em que o País está sujeito a uma política ultra neoliberal que apenas pretende o empobrecimento das generalidade dos Portugueses, denunciando por isso a atuação do governo Português que vai comprometer as gerações futuras e, para além disso, demonstrando que às Universidades não importa apenas produzir conhecimento conhecimento científico, mas importa também o futuro do País! Parabéns senhor Reitor !

  • Maria Carvalho
    escreveu em 2012/10/14 20:29:13 ...

    Muito bem! O Sr Gaspar tem muito que aprender com o Reitor da UC.

  • Afonso Henriques Ferreira
    escreveu em 2012/10/15 15:57:30 ...

    Vou hoje ao Prós e Contras, assistente sem direito a uso de palavra, mas serei todo ouvidos ao que se diga e ao que fique no tinteiro de muitos economistas e malabaristas da finança que, enlevados no seu narcisismo ou ao sol no soallheiro de calhandras, não tocarão, nem pela rama, nas ideias --- fundamentais, profundas, e singelamente simples, tão simples como o poema de Guerra Junqueiro "Os Simples" --- do discurso do Reitor da UC, na Sala dos Capelos, assim me pareceu. no Livro de Jó, diz-se: «A labareda sobe das brasas...» Será que vai subir no palco do Teatro Armando Cortez e caldear o bestunto de governantes e de desgovernados que se governam à nossa custa? Qual será a nova diatribe de Medina Carreira, caso esteja aboseirado no cenário dos convidados? Acabo e me fico com uma ambição: que o Reitor da UC seja o começo do fim dos iluminados que estão a conduzir-nos a um fim inglório, inditoso, insano, indigno, insalubre, e outros "in" a derrearem-nos.

  • Coutinho Ferreira
    escreveu em 2012/10/16 12:34:52 ...

    Este mais que esclarecido discurso alimenta-me a grande tristesa que sinto ao ao vêr a enorme pobresa dos dirigentes que nos (des)governam ! O PR se é que é capaz devia impô-lo à maioria sentada no Parlamento !

  • Antonio Faria
    escreveu em 2012/10/16 13:13:36 ...

    Um clarao de sapiencia e lucidez, contra um tsunami de obscurantismo que assolou a classe politica oportunista e traidora da vontade do povo.

  • maria luisa monteiro-porto
    escreveu em 2012/10/16 14:53:53 ...

    sublime e super inteligente1 o que portugal precisa é de HOMENS assim para n/ gorvernar1 acordem srs dos partidos!...deixem os v/lugares que tão mal os representam, para os Grandes HOMENS deste Pais, que queiram fazer parte de um governo de SALVAÇÃO NACIONAL!...e sabem que temos MUITOS! SR.Presidente da Republica de que está à espera? estamos cançados de esperar! termino com as palavras do SR.REITOR: ÓPTIMISMO!..A VIDA É BELA|..... e digo eu: NÃO NOS MATEM A ESPERANÇA, QUE JÁ ESTÁ MORIBU(NDA! ,

    acordem srs partidos1...deixem os v/lugares aos grandes HOMENS deste país,l

  • Maria
    escreveu em 2012/10/16 23:20:10 ...

    Pois... mas é mais um a viver do Orçamento Geral do Estado... Que tal se ele formasse a sua própria empresa, por sua conta e risco??

  • Luís Lourenço
    escreveu em 2012/10/16 23:56:08 ...

    Um feixe de luz com muita sabedoria e força construtiva...Que os nossos governantes não fiquem autistas às pessoas e ao valor fundamental das instituições que não distorcem a diferença entre verdades de facto e de opinião como bem explica Hannah Arendt no seu escrito Truth and Politics[Verdade e Política]...

  • Francisco Teófilo
    escreveu em 2012/10/17 14:10:34 ...

    Brilhante comunicação para uma abertura do ano letivo! Fugiu ao formalismo, seguidismo e ao que é óbvio nestes momentos! Olhou para o nosso mundo ( Portugal) com muita preocupação e ao mesmo tempo com muita coragem e apontou caminhos alternativos. Bem haja, só é pena que os nossos políticos não queiram aprender com os mais sábios, o que revelam uma grande incompetência, falta de humanismo e uma grande mediocridade. Infelizmente não merecem o "pão que comem" e não são dignos do lugar que ocupam! Continue Sr. Reitor!

  • Margarida Pires
    escreveu em 2012/10/17 17:55:29 ...

    Muitos parabéns e bem haja pelo seu excelente discurso, Senhor Reitor da UC! Afinal Portugal tem homens Inteligentes, de grande valia, que têm muito a contribuir para que este País ainda se cumpra!

  • Paula Salgado
    escreveu em 2012/10/17 18:08:55 ...

    há cerca de uma hora .Simplesmente brilhante! Simplesmente lucido! Discurso de João Gabriel Silva, Reitor da Universidade de Coimbra. De portugueses e por Portugal - um trabalho para beneficio das próximas gerações regido e alicerçado em valores! Poucos discurso...s me emocionam e raiam as lágrimas dada a capacidade de tocar a alma lusa que me enraiza - esta intervenção tocou a magia da fé que me norteia! O meu muito obrigado ao Professor Doutor João Gabriel Silva!

  • Vitor Fragoso
    escreveu em 2012/10/18 00:15:07 ...

    Parabéns pelo corajoso discurso. O nosso país, já quase milenar é também feito de pessoas com esta qualidade. É necessário escutar outras propostas, valorizá-las e encará-las seriamente. É necessário divulgar as ideias aqui propostas para que todos, sem excepção as escutem e tomem contacto com elas, pois a ignorância é o pior dos inimigos. É preciso não ter medo de falar, de dizer bem alto, sim, existem alternativas. O pensamento único faz recordar os regimes totalitários, em que o medo da alternativa estava enraizado, e para citar Mia Couto há quem tenha que o medo acabe.

  • Joaquim Costa
    escreveu em 2012/10/19 16:00:14 ...

    Parabéns Exªa pelas suas génias palavras, Que o seu discurso provindo de uma forte educação, sabedoria e experiência chegue rapidamente ao povo. Terá que ser o povo educado a afastar os presentes para colocar os futuros. Não é na secretária, porque na mente desta espécie de governantes nunca entrará, que as suas palavras terão eco; será na sua escola na escola que todos queremos, no mundo do trabalho, no mundo das empresas, nos lares em primeiro lugar, que terão de ser formadas as pessoas do futuro. Com gente educada/formada não teríamos na governação a moléstia das nossas vidas e dos nossos futuros. Parabéns Coimbra, cidade onde fui estudante.

  • HELENA MORAIS BOTELHO
    escreveu em 2012/10/19 16:51:24 ...

    Dígnissimo Sr REITOR da UNIVERSIDADE de COIMBRA

    Faltam-me as palavras necessárias,para demonstrar o meu extraordinário apreço, pelo seu

    Magnífico Discurso! MUITO E MUITO OBRIGADA!

    Como antiga estudante de COIMBRA , mantenho sempre o orgulho e privilégio de ter pertencido,a essa distinta UNIVERSIDADE.

    CONTINUE A DEMONSTRAR SEMPRE, ESSA ENORME FORÇA E TRABALHO EXCEPCIONAL, PARA PROVAR QUE MAIS VEZ A NOSSA QUERIDA UNIVERSIDADE,DÁ O EXEMPLO AO RESTO DO PAÍS .

  • Maria do Rosário Loures
    escreveu em 2012/10/22 10:58:00 ...

    Senhores governantes, há que seguir e aplicar as palavras deste grande Reitor!

  • Ricardo Figueiredo
    escreveu em 2012/10/22 16:28:18 ...

    Sem utopias , mas com um optimismo realista , o Magnífico Reitor indica , sem margem para dúvidas , os caminhos a seguir pelos políticos na governação deste nosso País . Que o autismo dos nossos políticos se quebre e oiçam esta verdadeira aula de boa governação . Os dados foram lançados , esperemos que os saibam jogar ,para bem de todos nós Portugueses. Bem Haja Magnífico Reitor .

  • Francisco Mesquita Guimarães
    escreveu em 2012/10/25 15:02:13 ...

    Este discurso prova a " ineficiência ", para não dizer outra coisa, de muitos dos governantes portugueses. O imposto " sugerido " sobre as transações financeiras é óbvio e não utópico. Este discurso e o do reitor da Universidade de Lisboa, focado, são a prova da capacidade da nossa universidade, a qual, infelizmente ou hipócritamente não é ouvida.

  • Aguinaldo Albuquerque Carvalho
    escreveu em 2012/10/26 10:34:32 ...

    Bem-haja Magnífico Reitor pelo optimismo e a esperança em dias melhores, o conhecimento liberta e faz-nos progredir na demanda da vida, mais e melhor. O nosso poeta Fernando Pessoa disse-nos que os navegadores antigos tinham uma frase gloriosa: "Navegar é preciso; viver não é preciso. Quero para mim o espírito desta frase, transformada a forma para a casar com o que eu sou Viver não é necessário; o que é necessário é criar..." É este o espírito, que o nosso Magnífico Reitor da Universidade de Coimbra, de diversas formas nos transmitiu no seu discurso, bem-haja por nos lembrar quem somos...

  • José Osvaldo Bagarrão
    escreveu em 2012/10/28 22:37:33 ...

    Brilhante este discurso do Magnífico Reitor. Só é pena que pessoas com esta clarividência e opções políticas não cheguem ao governo. Há portugueses de grande nível intelectual, temos que exigir que assumam o poder. Temos que dar uma vassourada ao bando de incompetentes que governou e continua a governar Portugal.

  • Reinaldo Ferro
    escreveu em 2012/10/30 16:01:37 ...

    Aqui está o porquê dos portugueses serem grandes. Este Homem não esquece os valores fundamentais. Os agradecimentos são disso testemunho. Espetacular

  • Filipe Jorge
    escreveu em 2012/10/31 11:20:08 ...

    Sr. Reitor da UC, ouvi o seu discurso... faço votos para que mantenha a coragem, o descernimento, a saúde, o amor à ciência e ao próximo... de modo a continuar a sua senda, assim como indicar o caminho possível áqueles que nos governam sem rumo... só com objectivos económicos sem pensar no humano, pois esse só será recordado no período das eleições. Muito obrigado, bem haja!

  • Carlos Ferreira
    escreveu em 2012/11/02 17:43:27 ...

    Parabéns, Sr. Reitor. Faço votos para que as suas sábias sugestões para debelar a crise sejam ouvidas, analisadas e discutidas, mas os nossos desgovernantes são surdos e os meios da comunicação social nem sempre se preocupam com o bem comum.

  • Manuel Vilar
    escreveu em 2012/11/04 19:46:23 ...

    Sr Reitor, estou cem por cento de acordo com as sugestões colocadas aos nossos governantes. já agora acrescentaria mais três pontos importantes: Primeiro - que sejam aplicadas medidas de modo a que todos os cidadãos paguem os seus impostos. Se a carga fiscal cair sobre todos, cada cidadão pagaria metade daquilo que paga. Devemos ter um pensador que pense numa estratégia para o conseguirmos, senão teremos que copiar por algum país onde exista essa realidade. Reestruturar o funcionalismo público, de modo que os funcionários políticos não se tornem funcionários públicos. Segundo - Colocar a justiça a funcionar. Sem Justiça, como está actualmente o país não conseguimos acabar com a corrupção e qualquer dia estamos desacreditados e morre a esperança. A Justiça é o pilar da Democracia. Terceiro - Precisamos de organizar territorialmente o nosso país de modo a que possamos viver em qualquer parte do território com a mesma dignidade dos grandes centros. Cultivar a terra deve ser orgulho de qualquer cidadão mas para isso a Agricultura precisa de ser progressiva, mecanizada e com a certeza da colocação do produto no mercado. O Estado pode dar uma grande ajuda começando desde já a criar legislação para que cada terreno se transforme na parcela ideal para o exercício de actividade rentável. Pode também Incentivar os jovens formados nesta área a criar a produção de todos os artigos que exportamos para evitar a saída de divisas do país. Bom trabalho e Felicidades na condução dessa grande Instituição.

  • Mário Jorge Santos
    escreveu em 2012/11/06 18:12:03 ...

    Obrigado Sr. Reitor, pela sua contribuição. Que as suas propostas tenham acolhimento no Governo!

  • Marta Pile
    escreveu em 2012/11/13 10:06:22 ...

    Só hoje tive oportunidade para ouvir este magnífico discurso, que me tinha sido recomendado por pessoas amigas. Estou comovida, sem palavras, e com muito orgulho em ter líderes no meio universitário português desta envergadura. Sou amiga pessoal e colega de trabalho de 2 colaboradoras da UC e dou-lhes os meus parabéns pela honra de terem um Reitor como o Prof. João Gabriel Silva!

  • José Costa
    escreveu em 2013/01/03 22:46:08 ...

    Obrigado Senhor Reitor pela sua lucidez e clareza. Oxalá a suas palavras possam ser tidas em conta por quem delas possa colher tudo o que de bom está inserto em seu discurso e que tenha em suas competências poder para proceder às incentivações demonstradas.

  • Carlos Ribeiro Lopes
    escreveu em 2013/01/13 08:36:22 ...

    Obrigado Senhor Reitor, espero que estes senhores que nos desgovernam ouçam as suas palavras.


Escrever um comentário

Categorias

Destaques, Universo UC

Feeds: